terça-feira, 4 de abril de 2017

Salmos 141



1. SENHOR, elevo meu clamor a ti: vem depressa! Presta ouvido à minha voz, quando te invoco! 2. Que minha oração seja como incenso diante de ti; minhas mãos erguidas, oferenda vespertina! 3. SENHOR, põe uma guarda à minha boca, fica de vigia à porta dos meus lábios! 4. Não deixes meu coração inclinar-se para a maldade, para a prática de ações iníquas na companhia de malfeitores. Que eu jamais participe dos seus banquetes! 5. Que me castigue o justo; é um favor que me repreenda! É óleo perfumado que minha cabeça não vai recusar. Pois minha oração persiste contra a prática dos malfeitores. 6. Contra a Rocha foram destruídos todos os juízes que diante das minhas palavras de sabedoria se mostraram insensíveis! 7. “Como a terra é arada e sulcada, assim são espalhados os nossos ossos à beira da boca do Seol. 8. Entretanto, os meus olhos te contemplam, ó Soberano, SENHOR: em ti deposito toda a minha confiança; não me entregues à morte. 9. Guarda-me da cilada que me armaram e das armadilhas dos malfeitores! 10. Caiam todos os ímpios em sua própria rede, enquanto eu prossigo ileso meu caminho!

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Igreja Episcopal Carismática do Brasil • Paróquia Betesda

Rua Catulo da Paixão Cearense, Nº 350, Jardim Atlântico, Olinda - PE
paroquiabetesda@gmail.com