sábado, 25 de dezembro de 2010

O VERDADEIRO SENTIDO DO NATAL

O Bispo Dom Alexandre Ximenes da Igreja Episcopal Carismática, Catedral da Reconciliação (Boa Viagem - Recife - PE), fala do verdadeiro sentido do natal no bem viver especial de natal do dia 25 de Dezembro, hoje. Com o passar dos anos, o Natal deixou de ser a festa de celebração do nascimento de Jesus para ser a festa da comida e da glutonaria, da bebida e da bebedeira, dos presentes e da exploração comercial, da verdade e dos mitos, do real e dos símbolos, dos encontros e desencontros… Nem tudo é errado, mas o foco foi infelizmente perdido!

Vamos pensar um pouco no verdadeiro sentido do Natal e procurar entender um pouco a pessoa de Jesus. Para isso, precisamos recorrer a um livro que foi escrito e se desenvolve ao redor dessa linda história, a Bíblia Sagrada.

Um simples leitor da Bíblia sabe que ela se divide em dois testamentos: velho e novo. O Antigo Testamento descreve uma nação, a nação de Israel. O Novo Testamento descreve um homem, Jesus de Nazaré. O Antigo Testamento contém mais de 300 referências acerca da vinda do Senhor Jesus ao mundo. O Novo Testamento relata o cumprimento de todas essas profecias. 

A nação de Israel foi estabelecida, nutrida e sustentada para que dela saísse o homem para todo o mundo. O Antigo Testamento fornece o cenário para esse aparecimento. O Novo Testamento descreve-o. 

Existem fatos e boatos que cercam o nascimento de Jesus. Vamos apenas aos fatos e deixemos de lado os boatos: Sua mãe foi acusada de proceder impuro; não havia lugar para Ele nascer; foi gerado pelo Espírito Santo e sua mãe não teve relações com José até o seu nascimento; ainda recém-nascido, tentaram matá-lo… 

Estes fatos comprovam que desde o princípio existem tentativas diversas de apagar o verdadeiro sentido da principal festa do cristianismo que é a vinda do Messias. Para resgatar o eixo da reflexão vamos responder à nossa pergunta inicial: o que é Natal? Essa história já foi contada de tantas maneiras, que vou me concentrar apenas em algumas abordagens que irão afetar nosso Natal hoje.

Natal é Deus entrando na história e na família humana na forma de uma criança, nascido de mulher, na cidade de Belém. Estes dados podem não interessar muito a você, mas tem um significado profético e histórico muito importante. 

Natal e Jesus significam mudança, transformação, modificação, revolução. Paulo afirma que em Cristo tudo se faz novo. (2 Coríntios 5:17). Natal é anistia, libertação, cura, evangelização. Quem não quer mudança, manda Jesus ir embora. Quem acredita e quer mudança deixa Cristo nascer no coração e na vida. 

Mesmo no meio religioso estamos vendo nitidamente muita hipocrisia, o evangelho perdendo por completo o poder de transformação e os pregadores que não querem mais contar a história do natal estão apresentando outros deuses para o povo cultuar: o dinheiro, o poder e a mentira.
 
O nascimento de Jesus incomodou e continua incomodando, porque Ele veio para alterar os valores de uma humanidade marcada pelo egoísmo, pelas enfermidades e imoralidades. Uma sociedade que trata o dinheiro e o poder de forma diferente, como se fossem deuses, para serem adorados. Jesus pregou a verdade, denunciou a imoralidade, confrontou os políticos e religiosos. Mexeu com quem não gosta de ser incomodado e foi por isso perseguido.
 
Jesus é o autor de um novo modo de viver. Uma proposta de vida que Ele anuncia através do Sermão do Monte. Aonde Sua mensagem chega, surge como resultado uma nova vida, uma nova esperança e um novo propósito.

Natal significa paz, paz de espírito, contentamento de coração, perdão, felicidade, esperança, vida. Vida aqui e agora, vida abundante, vida que nunca findará. Como homem Jesus viveu a vida mais peculiarmente bela que já se conheceu. Ele ainda é e sempre será o fato mais importante da história e a força mais vital no mundo e Natal é isto. 

Foi o próprio Jesus que disse: “Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo a dá”. A forma de os anjos anunciarem o nascimento de Jesus incluía frases que faziam diferença na vida dos destinatários originais e outros. Eles firmam bem as palavras Alegria “Eis que vos trago boa nova de grande alegria”… E paz: Glória a Deus nas maiores alturas e paz na terra aos homens a quem Ele quer bem…

Natal é luz, é vida, é salvação! Por tudo isso que você refletiu junto comigo, desejo a você e sua família um feliz Natal!

Fonte: diário da manhã
www.programabemviver.blogspot.com

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Igreja Episcopal Carismática do Brasil • Paróquia Betesda

Rua Catulo da Paixão Cearense, Nº 350, Jardim Atlântico, Olinda - PE
paroquiabetesda@gmail.com